Apresentação

QUEM SOMOS

Somos uma Unidade de Educação Infantil composta pelo Laboratório de Desenvolvimento Infantil e o Laboratório de Desenvolvimento Humano, espaços de formação profissional e humana, mantido pela Universidade Federal de Viçosa, vinculado ao Departamento de Economia Doméstica. Tem por finalidade atender às atividades de ensino, pesquisa e extensão da Universidade Federal de Viçosa, visando a produção do conhecimento acerca de infâncias, famílias, desenvolvimento humano, educação infantil e outros. Tendo enquanto sujeito de estudo as crianças de 3 meses a 5 anos de idade e suas respectivas famílias.


NOSSA HISTÓRIA

DA CRECHE UFV AO LABORATÓRIO DE DESENVOLVIMENTO INFANTIl (LDI) – RETROSPECTIVA HISTÓRICA

Em 8 de julho de 1988 a UFV inaugura as instalações físicas da Creche-UFV, atendendo a demanda das mães servidoras que necessitavam de um lugar seguro e educativo para suas filhas e fihos, e assim pudessem desenvolver suas atividades laborais. A princípio, a Creche foi projetada para atender 70 crianças de 0 a 3 anos. Porém, a partir de março de 1992, esse atendimento foi ampliado para 85 crianças, incluindo em seu atendimento, além da mães, os pais servidores e pais estudantes. Inicialmente a creche era vinculada a Pró-Reitoria de Assuntos Comunitários, e todos os usuários pagavam à Creche UFV o referente a 1% do seu salário básico acrescido da taxa de alimentação.

Em março de 1993 foi implantada a sala 5 (atendendo crianças de 5 a 6 anos de idade) em regime de atendimento parcial. Somente nesse ano (1993) o regulamento da Creche, redigido desde 1988, foi aprovado pelo CONSU1 e publicado nos Atos Administrativos da UFV n° 032/88. Em agosto de 1995 foi aprovado pelo CONSU o novo regulamento da Creche por meio da Resolução 04/95.

Em abril de 1999, a Administração Superior implementou uma nova proposta para que a UFV continuasse a prestar esse serviço à comunidade, objetivando não só oferecer um espaço de atendimento à criança, mas também um espaço de formação profissional, onde seriam produzidos e socializados conhecimentos científicos relativos à diversidade de formação proposta por esta Universidade, atendendo aos 3 eixos principais de formação: o ENSINO, a PESQUISA, e a EXTENSÃO. Assim, a Creche UFV foi extinta, e transformada em o Laboratório de Desenvolvimento Infantil – LDI, que passou a ser vinculado ao Departamento de Economia Doméstica – DED, do Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes em 1999.

A decisão de transferi-la para o DED se justificou, por esse departamento já trabalhar com a formação de profissionais em nível superior, para a educação infantil. O Departamento de Economia Doméstica, juntamente com a Área de Família e Desenvolvimento Humano, decidiu aceitar a proposta da Universidade, desde que a Administração Superior desse todo o apoio administrativo, logístico e financeiro ao Departamento, além de fazer os investimentos necessários para transformar a Creche em Laboratório.

Ainda em abril, o regulamento do LDI é aprovado pelo CONSU, Resolução n° 3/99, de 9 de abril de 1999.

Alguns fatos marcaram a mudança de Creche para Laboratório de Desenvolvimento Infantil. Dentre eles, pode-se ressaltar: a ampliação dos objetivos, uma vez que passou a ter como proposta o atendimento às aulas práticas das disciplinas do Curso de Economia Doméstica – Licenciatura em Educação Infantil e cursos afins, além do maior envolvimento dos professores e técnicos da área de Família e Desenvolvimento Humano do DED. Foi instituído o Conselho Fiscal do LDI com representação de pais, do DED e do LDI (Resolução 3/99, do Consu).

Em 2004 o LDI passou a atender crianças na faixa etária de 3 meses a 4 anos em horário integral, disponibilizando 87 vagas, sendo que as crianças de 5 anos migrariam, automaticamente, para serem atendidas no Laboratório de Desenvolvimento Humano (LDH).

Em 2014, o MEC liberou, para o Departamento de Economia Doméstica, abertura de concurso público para quatro vagas de professoras da carreira EBTT, reduzindo assim o quadro de professores terceirizados. Em janeiro de 2015, iniciou-se uma grande reforma no Laboratório de Desenvolvimento Humano e as crianças da faixa etária de 5 anos passaram a ser atendidas no LDI havendo necessidade de uma nova estruturação do espaço físico para atender as devidas faixas etárias. Assim eliminou-se um berçário e o espaço foi adaptado para atender crianças da faixa etária da sala 1, a sala 1 foi adaptada para a sala 2 a sala 2 foi adaptada para a sala 3, a sala 3 foi adaptada para a sala 4 e a sala 4 foi adaptada para a faixa etária de 5 anos.

No segundo semestre de 2015, a administração superior da UFV, convocou reunião com a coordenação do LDI, solicitando sistematização de uma proposta de atendimento em horário parcial, visando redução de custos, aumento de vagas ofertadas e redução no quadro de funcionários. A proposta sistematizada foi aprovada e o LDI modificou seu formato de atendimento passando a atender em dois turnos, duplicando o número de vagas ofertadas. Considerando a Resolução nº 1 da CEB a f. 44 que em seu art. Nº 1, inciso I que determina: “Oferecer igualdade de condições de acesso e permanência de todas as crianças na faixa etária que se propõe atender”, o processo seletivo foi modificado para sorteio público, atendendo além da comunidade acadêmica a comunidade em geral.

Assim iniciou-se o ano de 2016 com o novo formato de atendimento sendo que, os pais ou responsáveis das crianças que já frequentavam o LDI e confirmaram matrícula para 2016 puderam escolher o turno em que a criança frequentaria.

Em 2018 o atendimento oferecido às crianças na Educação Infantil completou 30 anos de história – 12 anos atendendo como Creche UFV e 18 anos atendendo como Laboratório de Desenvolvimento Infantil, pertencente ao Departamento de Economia Doméstica.

Outras informações sobre o contexto histórico do Laboratório de Desenvolvimento Infantil (LDI), poderá ser acessado no Projeto Político Pedagógico do LDI, que ficará disponível no site em breve.

1 Consu: Conselho Universitário da Universidade Federal de Viçosa – Órgão Superior de Administração.


LABORATÓRIO DE DESENVOLVIMENTO HUMANO (LDH) – RETROSPECTIVA HISTÓRICA

O Laboratório de Desenvolvimento Humano (LDH) foi idealizado e criado pelo Departamento de Economia Doméstica da Universidade Federal de Viçosa em 28 de Junho de 1979, tendo enquanto Lei de Criação o Decreto n° 570, de 08 de maio de 1969, retificado pelo Decreto n° 629, de 16 de junho de 1969, e Decreto n° 64.825, de 15 de julho de 1969.

Inicialmente o LDH começou funcionando em período parcial, com atendimento de 15 crianças, filhas de funcionários da UFV pertencentes a três níveis sócio-econômicos e escolhidos por sorteio entre os inscritos. Posteriormente passou a atender crianças na faixa etária de 3 a 6 anos em dois horários, ou seja, de 08h às 12h (15 crianças) e de 14h às 18h (15 crianças), totalizando 30 crianças.

No ano de 2007 depois de vários estudos e mudanças ocorridas no LDH, foi implantado o atendimento em período integral, objetivando complementar o atendimento da faixa etária da Educação Infantil (0 a 5 anos) definida pela legislação (Lei Federal 11.114, de 16 de maio de 2005, que “altera os arts. 6º, 30, 32 e 87 da Lei n° 9394, de 20 de dezembro de 1996, tornando obrigatório o início do Ensino Fundamental aos 6 (seis) anos de idade”) e otimizar as atividades de ensino, pesquisa e extensão do LDH.

Em maio de 2013 surgiu a ideia de criação de uma Unidade de Educação Infantil – UNIEI, que posteriormente passou a ser denominada somente UEI. A Unidade de Educação Infantil (UEI) é vinculada ao Departamento de Economia Doméstica da Universidade Federal de Viçosa (UFV) e integra o Laboratório de Desenvolvimento Infantil (LDI) e Laboratório de Desenvolvimento Humano (LDH). A regulamentação desta unidade está sob apreciação do CONSU – Conselho Universitário, para aprovação e efetivo funcionamento.

Em 2014, o MEC liberou, para o Departamento de Economia Doméstica, abertura de concurso público para quatro vagas de professoras da carreira EBTT, reduzindo assim o quadro de professores terceirizados

Em janeiro de 2015, iniciou-se uma grande reforma no Laboratório de Desenvolvimento Humano e as crianças da faixa etária de 5 anos passaram a ser atendidas no LDI.


FINALIDADE DOS LABORATÓRIOS

Os laboratórios é um espaço de formação profissional, tem por finalidade atender às atividades de ensino, pesquisa e extensão da Universidade Federal de Viçosa, tendo como objeto de estudo a criança, seu desenvolvimento e sua respectiva família. Neste sentido diversos projetos de ensino, pesquisa e extensão tem sido desenvolvidos ao longo destes anos.

Especificamente, os laboratórios objetivam desenvolver práticas de cuidados/educação de crianças de 3 (três) meses a 3 anos a 5 (cinco) anos, em conformidade com o disposto nos artigos 29, 30, 31 da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (lei nº 9.394, de 20 de Dezembro de 1996).

O programa de educação infantil desenvolvido nesses espaços tem como objetivo precípuo promover o desenvolvimento integral da criança de 3 meses a 5 anos de idade, nos aspectos físico-motor, social, cognitivo, afetivo e moral, proporcionando-lhes um ambiente adequado às suas necessidades e aos seus interesses, em complementação à ação da família e da comunidade.

A proposta de atendimento à criança é respaldada pela LDB (1996), artigos 29 a 31 e pelas Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil, aprovada em 1999. O trabalho desenvolvido está em consonância com os príncípios definidos pelas Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil: princípios éticos da autonomia, da responsabilidade, da solidariedade e do respeito ao bem comum, princípios políticos dos direitos e deveres de cidadania, do exercício da criticidade e do respeito à ordem democrática, e dos princípios estéticos da sensibilidade, da criatividade, da ludicidade, da qualidade e da diversidade de manifestações artísticas e culturais.

Diante desses princípios, o planejamento e as atividades desenvolvidas com as crianças se baseiam na crença de que essas se desenvolvem por meio da interação com o outro e da ação com o ambiente, utilizando-se como recursos metodológicos os jogos e as atividades lúdicas.

Durante todos esses anos os laboratórios vem aprimorando a qualidade de seu atendimento às crianças e respectivas famílias respeitando às necessidades de integração das ações de Cuidado e Educação da criança nessa faixa etária.

© 2020 Universidade Federal de Viçosa - Todos os Direitos Reservados